Project Description

  • nanniangeli paoloangeli_MG_9965
  • NANNIANGELI P_ANGELI03
  • piudip 0008
  • nanniangeli PAOLO_ANGELI_02

Paolo Angeli

“Só a chance de ouvir um instrumento como a guitarra sardenha (processada) de Paolo Angeli já valeria uma viagem ao Mediterrâneo. Mescla de violão e violoncelo, com uma cabeleira de fios elétricos escorrendo pelo chão, ela é tocada alternadamente com os dedos ou com arco e produz sons que vão da previsível corda tangida a estranhos lamentos, mugidos e percussões, de contundência ao mesmo tempo arcaica e atual.” ARTHUR NESTROVSKI – Folha de S.Paulo, 29 agosto 2005

Pode chamá-lo como quiser, mas ninguém está fazendo algo assim.

Paolo Angeli, o feiticeiro da Sardenha, cria com sua magia um bela música em sua guitarra adaptada e única: uma orquestra híbrida de um instrumento com cordas que vão em todas as direções, um pedal que controla palhetas e martelos automatizados para criar sons cintilantes e linhas de baixo. O artista toca, arranca e dedilha seu instrumento para produzir rítmicos atmosféricos com os recursos extras (como pisando em um saco plástico) e ajustando as afinações on the fly.

Efeitos eletrônicos são utilizados, mas sem looping. Tudo é ao vivo. Com este instrumento singular ele improvisa e compõe uma música inclassificável, suspensa entre a música tradicional da Sardenha, o jazz, o barroco, o pós-folk, o pré-tudo.

Paolo tem colaborado com grandes nomes como Pat Metheny (para quem ele construiu uma guitarra), Fred Frith, Takumi Fukushima e está atualmente trabalhando em um projeto com o músico mongol, Epi.

Saiba mais: www.paoloangeli.com

Vídeos:

Show no SESC Consolação 2015

Paolo Angeli Tra una gamba e l’altra (sua música mais conhecida)

Paolo Angeli, Mascaratu – live Jazz Wide Young Summer 2013

Paolo Angeli – Ritagli di Tempo (a psicodelia)

S’Û – 2015
Lançamento Digital: em 13-fev-2015
Lançamento Físico: em 27-fev-2015

Ouça S’û

“Eu sempre acreditei que o homem não pode ficar parado: não é de sua natureza. Seu desejo por aventura, alimentado pela curiosidade de saber, a esperança de um mundo melhor, e o desejo de escapar, determinou as características somáticas do homem contemporâneo. S’Û é uma música híbrida que tenta descrever uma sociedade autorreferenciada, empoleirada e anacrônica que levanta paredes de água entre as duas margens do Mediterrâneo. Minhas reflexões aqui não buscam uma resolução ou uma fusão de contrastes, mas sim entender a sua coexistência criativa, por vezes dissonantes ou harmônicas, outras vezes na busca à sua terra natal, em um punhado de acordes familiares. Além destas palavras, você escolhe o que você pode encontrar no seu interior…” – Paolo Angeli – Saiba mais sobre o novo álbum do Paolo -> www.paoloangeli.com/su-new-album